Chuvas de verão favorecem ciclo de grãos nas principais regiões agrícolas do país

  • 24/01/2020
  • 1
  • Categoria(s): Mercado de Grãos |

conjuntura safra atual de grãos

As chuvas de janeiro, concentradas em maior volume nas regiões Centro-Oeste, Sudeste, parte do Sul e do Matopiba ( que compreende os estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia), têm favorecido a evolução das principais culturas agrícolas de verão. Nessas regiões, o regime pluvial proporcionou bom desenvolvimento das lavouras.

Segundo análise do último Boletim de Monitoramento Agrícola, divulgado nesta semana pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), as áreas que ainda apresentam pouco armazenamento  hídrico no solo devido a falta de chuvas são os estados do Rio Grande do Sul, Piauí e Bahia.

Baixos índices de umidade puderam ser observados durante o primeiro decêndio do mês,   em praticamente todo o estado gaúcho. Essa condição climática impactou, principalmente, o milho primeira safra, que tinha mais áreas em estádio reprodutivo quando comparado à soja e ao feijão. Já no Piauí e na Bahia, o impacto percebido foi bem menor.

Em contrapartida, no sul de Goiás, as lavouras continuam sendo beneficiadas pelas condições climáticas favoráveis.  De acordo com o boletim da Conab, o sudoeste de Mato Grosso do Sul também conta com bons índices pluviométricos, que tem promovido  boa recuperação e desenvolvimento das lavouras e, por consequência, a alta no índice de vegetação (IV).

Na região Sudeste, o estado mineiro vem apresentando  bom desenvolvimento das lavouras e predominância de áreas com anomalias positivas do indice de vegetação, tanto em áreas do Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba quanto do noroeste do estado. A média histórica em todo o período analisado já ultrapassa a safra passada. Cerca de 33% encontra-se acima de 0,86, contra 24% na safra passada.

No Sul do país, nos mapas de anomalias do IV, o Paraná apresenta  bom desenvolvimento nas principais regiões produtivas. No oeste paranaense, o histograma revelou que nesse período os IVs se concentraram em faixas mais altas, acima de 0,8. A conjuntura da safra atual de grãos mostra 74% nessa faixa, contra 45% da safra anterior.

No entanto,  em Santa Catarina as lavouras têm evoluído de forma similar à da safra passada. No oeste catarinense, a safra atual se apresenta com valores levemente menores de IV que a safra passada e a média. A curva da média ponderada do IV nesta região está 1% abaixo da média e 2% abaixo da safra passada, segundo o boletim.  

No estado gaúcho,  que sofre os efeitos de irregularidade das chuvas da primeira quinzena deste mês, a evolução das lavouras vem sendo prejudicada, sobretudo, no noroeste do estado. O monitoramento apontou  que o IV se concentra na faixa com valores abaixo de 0,72, com 61%, contra 30% da safra passada. A curva da média ponderada do IV nesta região está 12% abaixo da média e 14% abaixo da safra passada.

*Com informações extraídas do Monitoramento agrometeorológico da Conab de jan/20

Obtenha informações estratégicas para a melhor decisão de compra e venda de produtos agrícolas em AF News Agrícola.

Veja Mais
Conjuntura de grãos: mais um recorde histórico para safra brasileira deste ano, diz Conab
Chuvas de verão favorecem ciclo de grãos nas principais regiões agrícolas do país
Safra 2019/20: Brasil pode alcançar novo recorde com 248 milhões de toneladas de grãos
Conjuntura: Safra de grãos do Paraná deve alcançar 23,4 milhões de toneladas, segundo Deral
Conjuntura: Brasil deve bater novo recorde de grãos na safra 2019/2020

Quer receber as últimas atualizações de Trigo, Milho, Farinhas, Farelos, Soja e do agronegócio em seu e-mail?

Cadastrar





Sobre AF News

A AF News com sede em Curitiba PR, foi idealizada para poder atender as necessidades de empresas e pessoas com informações de mercado e análises. Com responsabilidade, ética e imparcialidade nosso objetivo é promover o questionamento e a divulgação de informações útei...
Continue Lendo