Carne de frango inicia 2020 com cotações em alta

  • 13/01/2020
  • 1
  • Categoria(s): Mercado de Carnes |

cotações da carne de frango nos atacados

Tradicionalmente, janeiro é um mês atípico, devido ao enfraquecimento de demanda e consequente queda nas cotações, porém o que sem tem visto é uma reação inversa nas cotações da carne de frango nos atacados. Segundo dados divulgados na sexta-feira (10/01) pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), a proteína de frango vem apresentando uma ligeira valorização nos atacados da maioria das regiões levantadas pelo Cepea.

De acordo com os analistas, o fato que sustenta a elevação nas cotações está ligado a maior competitividade da proteína avícola em substituição às carnes bovina e suína, que tiveram seus preços elevados em altos patamares.

No atacado da Grande São Paulo,  a diferença registrada entre os preços das carnes de frango e suína é a maior de toda a série histórica do Cepea, iniciada em 2004 para ambos os produtos. Já em relação ao mercado de frango vivo, os preços se mantiveram estáveis em todas as regiões pesquisadas pelo instituto.

Frango no Mundo

Historicamente, tomando como exemplo os índices registrados pela FAO, os preços da carne de frango no mercado internacional evoluem de forma mais satisfatória que os da carne suína. Mas apresentam valorização inferior à da carne bovina.

Porém, no movimento mais  recente de preços – após baixa em setembro, estabilidade da carne de frango no trimestre final de 2019, enquanto a carne suína segue em alta – a evolução de preços desta última agora se encontra muito próxima da registrada pela primeira. O registrado em dezembro, frente a uma variação de pouco superior a 60% da carne de frango, foi uma valorização de quase 50% da carne suína. E esses índices tendem a se aproximar ainda mais no decorrer de 2020.

Vale ressaltar, não significa que as duas carnes tenham preços semelhantes: a suína tem muito mais valor de mercado. Mas a tendência natural era a de que, no decorrer do tempo, a diferença de preço caísse gradativamente.

Um artigo da Revista Avisite  mostra que o processo  nos preços foi interrompido pelo surto de Peste Suína Africana. Assim, ao invés de reduzir, a diferença de preços tende agora a aumentar. Mas, está claro, isso é temporário. Termina quando a China, principalmente, refizer sua produção de suínos. Ou, talvez, antes. Quando – ainda a China – aumentar sua produção de carne de frango, preenchendo a lacuna ora deixada pelos suínos.

*Com informações da AI/Avisite/Cepea

Obtenha informações estratégicas para a melhor decisão de compra e venda de produtos agrícolas em AF News Agrícola.



 

Veja Mais
Carne de frango inicia 2020 com cotações em alta
Carne suína: Brasil bate recorde de exportação em 2019
Preço da arroba do boi gordo teve recuo médio de 15% em dezembro, diz levantamento do Mapa
Alta dos preços da carne acelera inflação de dezembro
Balanço Anual de Carnes 2019

Quer receber as últimas atualizações de Trigo, Milho, Farinhas, Farelos, Soja e do agronegócio em seu e-mail?

Cadastrar





Sobre AF News

A AF News com sede em Curitiba PR, foi idealizada para poder atender as necessidades de empresas e pessoas com informações de mercado e análises. Com responsabilidade, ética e imparcialidade nosso objetivo é promover o questionamento e a divulgação de informações útei...
Continue Lendo