Com qualidade do trigo comprometida, como será o interesse de compra da indústria?

  • 24/10/2018
  • 4
  • Categoria(s): Trigo |

No Paraná o avanço da colheita foi menor em comparação às semanas anteriores, devido ao clima chuvoso.

Entre os dias 16 e 22/out a colheita avançou apenas 7%, chegando a 77% da colheita finalizada. Dos 23% das lavouras que ainda aguardam a colheita (257.222 ha), 65% estão em condições boas, 24% medianas e 11% consideradas ruins, o que indica piora das lavouras em comparação a semana anterior, quando 67% das lavouras eram consideradas boas, 23% medianas e 10% ruim.

O mesmo vem ocorrendo no Rio Grande do Sul e Santa Catarina, que têm recebido fortes chuvas nesta semana, o que implica em atraso na colheita e risco de quebra de qualidade do cereal.

Diante desse cenário de qualidade do cereal comprometida, mais uma preocupação paira sobre o mercado: o interesse de compra da indústria por esse trigo de menor qualidade.

O menor interesse em compra de “trigo fraco” pode gerar quedas nas cotações do cereal no mercado doméstico, e, consequentemente, da farinha comum . Poderá haver uma maior distância dos preços entre farinhas especiais e comuns, pois a quantidade trigo nacional de qualidade para produção de farinhas especiais será limitado, desta forma, os preços certamente serão mais altos, e, a dependência de trigo importado aumentará, o qual é precificado pelo dólar e pela forte demanda por trigo argentino.

CLIQUE AQUI PARA VISUALIZAR A TABELA AFNEWS DE PREÇOS DO TRIGO NAS PRINCIPAIS REGIÕES PRODUTORAS

Confira, com exclusividade, a Tabela AFNews de preços do trigo nas principais regiões produtoras!





Sobre AF News

A AF News com sede em Curitiba PR, foi idealizada para poder atender as necessidades de empresas e pessoas com informações de mercado e análises. Com responsabilidade, ética e imparcialidade nosso objetivo é promover o questionamento e a divulgação de informações útei...
Continue Lendo