Conjuntura: Brasil deve bater novo recorde de grãos na safra 2019/2020

  • 13/11/2019
  • 3
  • Categoria(s): Mercado de Grãos |

safra de grãos 2019/20

O 2º levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgado nesta quarta-feira (13), projetou um novo recorde para a safra de grãos 2019/2020. O número estimado em 246,4 milhões de toneladas, teve aumento de 1,8% , o equivalente a 4,3 milhões de toneladas se comparado à safra anterior. A pesquisa de campo foi realizada com mais de 900 informantes de  várias regiões do país, nos períodos que compreenderam os dias 28 de outubro a 1º. de novembro.

Pela atual conjuntura do plantio de grãos, há indícios de  uma variação positiva de 1,4% quando comparado à área da última safra. O índice é compatível a  64,1 milhões de hectares.

Em relação a semeadura da soja, a área a ser destinada  aponta para um crescimento de 2,3% se comparada à safra passada.  Já o plantio  atinge 56% dos campos brasileiros.  A estimativa de produção é de 120,9 milhões de toneladas, apesar dos problemas climáticos acarretarem atrasos de plantio no Mato Grosso do Sul e outras regiões.

Já o milho primeira safra, que mostrou-se muito a quem da soja nos últimos levantamentos, agora recuperou aumento  de área e alcançou 4,1 milhões de hectares. A produção pode chegar a 26,3 milhões de toneladas, o equivalente a 2,4% mais que a safra passada. A partir de janeiro, começa o plantio da segunda safra do cereal, que representa mais de 70% da produção de milho no país.

arroz deve ter redução de 1,8% na área cultivada. Apesar do atraso no plantio, em função do excesso de chuvas no Rio Grande do Sul e  Santa Catarina, a produção deverá ser pouco maior que a safra passada, o correspondente a 0,2% mais, chegando aos patamares de 10,5 milhões de toneladas.

A janela de plantio do algodão começa no final deste mês, e o crescimento esperado mantém-se tanto em área – a projeção é de alcançar  mais de 1,6 milhão de hectares- , quanto no volume total,  podendo chegar a 2,7 milhões de toneladas de pluma. O produtor segue apostando na demanda externa pela pluma brasileira.

Segundo dados do Secex, em outubro, o Brasil exportou o maior volume mensal da história: 279 mil t de pluma.

As projeções para o feijão da primeira safra não são das melhores. A estimativa é de redução da área, devendo alcançar  917,8 mil hectares. Contudo, a perspectiva é de chegar a mais de 1 milhão de toneladas que na safra passada.

Sobre a finalização da colheita dos cereais de inverno, o clima da região sul tem trazido prejuízos nesta reta final. O trigo, por exemplo, deve apresentar redução de 2,8% na produção final, alcançando 5,3 milhões de toneladas.

*Com informações do Mapa

Obtenha informações estratégicas para a melhor decisão de compra e venda de produtos agrícolas em AF News Agrícola. 

 

Veja Mais
Conjuntura: Safra de grãos do Paraná deve alcançar 23,4 milhões de toneladas, segundo Deral
Conjuntura: Brasil deve bater novo recorde de grãos na safra 2019/2020
Safra de grãos 2019/2020: cenário é favorável para recorde, aponta estudo da Conab
Conjuntura de grãos: safra 2019 é recordista com saldo de 239,8 milhões de toneladas, diz IBGE
Safra de grãos brasileira: estudo prevê produção de 300 milhões de toneladas daqui a dez anos

Quer receber as últimas atualizações de Trigo, Milho, Farinhas, Farelos, Soja e do agronegócio em seu e-mail?

Cadastrar





Sobre AF News

A AF News com sede em Curitiba PR, foi idealizada para poder atender as necessidades de empresas e pessoas com informações de mercado e análises. Com responsabilidade, ética e imparcialidade nosso objetivo é promover o questionamento e a divulgação de informações útei...
Continue Lendo