Virada no clima: chuva de granizo e vendavais causam estragos em boa parte do PR

  • 19/09/2019
  • 7
  • Categoria(s): Notí­cias Populares |

temporal de granizo

Após ter feito estragos no Rio Grande do Sul em pelo menos 20 cidades, o temporal com queda de granizo se deslocou para o Paraná, atingindo principalmente metade da região Leste do estado,  na tarde desta quarta-feira (18). Segundo boletim da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil, atualizado ao meio dia desta quinta-feira (19), os temporais acompanhados de granizos e rajadas de ventos perto dos 65km/h afetaram 12.227 pessoas, danificando 3.222 residências

Pelo levantamento da Defesa Civil, além dos estragos na capital paranaense, mais 21 municípios da Região Metropolitana de Curitiba, Campos Gerais, Centro e Centro-Sul do Estado, foram atingidos pelas pedras de gelo, que caíram do céu.  Até agora, 127 pessoas estão desalojadas e oito desabrigadas. Duas ficaram feridas no município de Fernades Pinheiro. A cidade mais atingida foi Carambeí , nos Campos Gerais, onde 1,5 mil casas foram danificadas, afetando 4,5 mil pessoas e deixando oito desabrigadas.

Em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba,  500 casas ficaram danificadas e 2 mil pessoas afetadas. Em Curitiba, a tempestade com granizo danificou 300 residências e afetou 1,2 mil pessoas. Contenda contabiliza 350 casas e 1.400 pessoas atingidas.  Muitas pessoas ainda estão sem energia elétrica, embora a Copel (Companhia Paranaense de Energia), já tenha restabelecido a energia em muitas unidades consumidoras. Em todo o Paraná cerca de 305 mil unidades ficaram sem luz.  

Volume do Aguaceiro

O mês de setembro, tradicionalmente, é chuvoso, com média de 130 milímetros de chuva, segundo dados do Sistema Metereológico do Paraná (Simepar). Mas, nesta quarta-feira, perto das 18h, choveu 34,2 milímetros,  com precipitações de 21,6 milímetros em 15 minutos.

A previsão de tempo chuvoso para esta quinta-feira (19) se repete em boa parte do estado.  Segundo Reinaldo Olmar Kneib, meteorologista do Simepar, “as tempestades que se deslocam sobre as regiões paranaenses estão provocando chuvas moderadas a fortes em vários municípios do Estado”.

Os maiores volumes de chuva registrados até as 14 h foram nas regiões Central, Sudeste, Metropolitana de Curitiba e Litoral. Em Pinhão o volume até agora é de 48 mm e em Curitiba já choveu 15,0 milímetros.

Estragos nas lavouras

Em entrevista à equipe AFNews, o técnico do Deral, Salatiel Turra, disse que geralmente os estragos causados por granizos são bem localizados. “A principal cultura que temos a campo é o trigo, mas ainda não temos informações sobre os prejuízos causados”, reiterou.

O serviço de informação diária do Deral trouxe em seu boletim desta quinta (19), na região de Palmeira, a seguinte observação: “as chuvas de ontem, acompanhadas de ventos fortes, oscilaram entre 20,0 mm a 50,0 mm. Muito boa quanto à necessidade de restabelecer umidade no solo, que já estava seco, com interrupção de plantio por alguns produtores de milho, feijão e fumo. Se por esse aspecto foi positivo o retorno da chuva, o que preocupa foi a intensidade do vento, principalmente na comunidade de Tocas em Palmeira, sentido São João do Triunfo, com destelhamento de casas, barracões, danificando máquinas e implementos pelos galhos e telhados que caíram sobre eles”, diz um trecho do texto.

Segundo o boletim essa foi a comunidade mais atingida. Os técnicos do Deral informaram ainda que a extensão dos danos causados pelos temporais na área rural de todos os municípios paranaenses só poderá ser contabilizada com maior precisão na próxima semana.

*Com informações da AEN

Obtenha informações estratégicas para a melhor decisão de compra e venda de produtos agrícolas em AF News Agrícola

Veja Mais
Soja tem surtos de Helicoverpa armigera já no início do desenvolvimento da safra 19-20
Dia do Trigo: curiosidades sobre um dos cereais mais consumidos no mundo
Esperanças de um acordo comercial alimentam alta nos principais índices de Wall Street
Ponto de Vista: saudabilidade e sustentabilidade, gatilhos da tendência global da indústria de alimentos sob a ótica do presidente da ABIMAPI
Reação mercado de ações da China: índices caem pressionados por dúvidas sobre finalização da primeira fase do pacto com os EUA

Quer receber as últimas atualizações de Trigo, Milho, Farinhas, Farelos, Soja e do agronegócio em seu e-mail?

Cadastrar





Sobre AF News

A AF News com sede em Curitiba PR, foi idealizada para poder atender as necessidades de empresas e pessoas com informações de mercado e análises. Com responsabilidade, ética e imparcialidade nosso objetivo é promover o questionamento e a divulgação de informações útei...
Continue Lendo