Moinhos esforçam-se para manter cotações de farinhas diante de incerteza cambial

  • 02/10/2018
  • 5
  • Categoria(s): Derivados trigo |

Agressividade é a palavra que se ausentou do mercado de farinhas nos últimos dois meses. O mercado continua retraído e com forte pressão do lado comprador por menores cotações de farinhas

Por Maíra Laskoski

A incógnita neste momento é o dólar, que, dependendo do resultado das eleições do dia (07) pode recuar ou escalar patamares mais altos de preços. Logo, a alta dos custos de produção está na dependência do câmbio, o qual define os preços de importação do trigo argentino e, consequentemente, da tonelada do cereal no mercado interno, que acompanha a paridade de importação.

Neste momento de incertezas diante do cenário político e econômico no Brasil, os moinhos consultados pela AFNews relataram cautela nas negociações e aquisição de estoques menores de trigo, pelo menos até os meses de novembro e dezembro.

As indústrias moageiras esforçam-se para manter os preços, uma vez que o tom de alta marca presença nos custos de produção e a volatilidade cambial gera incertezas. Além do mais, qualquer ação de queda de preços não vai desencadear aumento de volume de vendas diante do consumidor final retraído.

CLIQUE AQUI PARA VISUALIZAR A TABELA AFNEWS DE PREÇOS MÉDIOS DAS FARINHAS DE TRIGO
Confira, com exclusividade, a Tabela AFNews de preços das farinhas por região!







Sobre AF News

A AF News com sede em Curitiba PR, foi idealizada para poder atender as necessidades de empresas e pessoas com informações de mercado e análises. Com responsabilidade, ética e imparcialidade nosso objetivo é promover o questionamento e a divulgação de informações útei...
Continue Lendo