Café – Resumo Semanal: Aumento no volume das exportações deixa o mercado superaquecido

  • 16/08/2019
  • 6
  • Categoria(s): Mercado do Café |

Cotação do Café

O cenário do mercado do café segue em otimismo, com o crescimento das exportações do produto nos últimos tempos. O Brasil está cada vez mais ganhando mercado com a venda de cafés especiais e se tornando bastante competitivo em relação ao volume de exportação...

 

Com relação ao produtor, o momento está critico, o custo de produção está muito alto e os preços baixos, não conseguindo atingir a remuneração necessária.

Isso é reflexo da safra passada que produziu com bastante qualidade e superou as expectativas, então agora a oferta do produto está superaquecida no mercado do café.

Já a produção da safra desse ano, é menor se comparada com a anterior, e a qualidade é duvidosa, devido aos acontecimentos climáticos. Mas o mercado ainda está tranquilo, e os próximos preços vão ser definidos a partir da nova safra, que vai depender da florada da cultura, do clima e outros fatores que podem interferir na produção.

O setor cafeeiro pode reagir a qualquer momento, o consumo está aumentando com o passar dos anos, e a estimativa é que daqui 10 anos o consumo alcance cerca de 200 milhões de sacas de café.

Na última terça-feira (13) o Senado aprovou um projeto que institui a Política Nacional de Incentivo à Produção de Café de Qualidade, o Projeto de Lei da Câmara nº 41/2017, que busca elevar o padrão de qualidade do café brasileiro por meio do estímulo à produção de cafés de categorias superiores. O texto retornará para análise da Câmara dos Deputados.

A proposta a política de incentivo prevê crédito rural para produção, industrialização e comercialização, além de pesquisa agrícola e de desenvolvimento tecnológico, assistência técnica e extensão rural para o produtor de café. O texto também trata de seguro rural e certificações de origem, social e de qualidade dos produtos.

Café Arábica

Na última quinta-feira dia (15/08), o preço do café arábica registrou o segundo melhor índice do mês de agosto fechando a R$ 409,13, ficando atrás apenas do dia 08/08 que fechou em R$ 410,31. Na média semanal a cotação do café fechou em R$ 406,27/saca mantendo-se praticamente estável comparada à média da semana anterior que foi de 406,21/saca (Cepea/Esalq).

Na variação mensal, o acumulado até o dia 15 de agosto já contabilizava um acréscimo de 1,63% na cotação do café este mês.

Café Conilon

O índice do café robusta (conilon), também cresceu nessa última semana, chegando a R$ 283,39/saca. Na média semanal a cotação do café fechou em R$ 280,48 valor 1,48% maior do que a média do mesmo período da semana anterior que foi de R$ 276,35/saca.

Na variação mensal, o acumulado da primeira quinzena de agosto já contabilizava um acréscimo de 3,16% no preço do café este mês.

Obtenha informações estratégicas para a melhor decisão de compra e venda de produtos agrícolas em AF News Agrícola.  

Veja Mais
Atraso em colheita impacta exportações do café
Café abre último pregão da semana com valorização técnica em Nova York
Produção de café robusta do Vietnã atinge 30 milhões de sacas que correspondem a 38,5% da safra mundial dessa espécie
Atraso na colheita do conilon ainda não traz preocupação; mercado tem preços firmes, mas pede produtor atento às negociações
Preço do café dispara no mercado internacional com frente fria no Brasil

Quer receber as últimas atualizações de Trigo, Milho, Farinhas, Farelos, Soja e do agronegócio em seu e-mail?

Cadastrar