Melhoramento Genético: Conheça os benefícios da bactéria Bt (Bacillus thuringiensis) para aumento da produtividade na soja

  • 13/08/2019
  • 3
  • Categoria(s): Notícias Agrí­colas |

Notícias agrícolas

O Brasil é segundo maior produtor de soja, atrás apenas dos Estados Unidos. Neste ano de 2019 há grandes chances de que a soja brasileira atinja o volume de 123 milhões de toneladas, tendo a possibilidade de posicionar-se como o maior produtor mundial da leguminosa. Este avanço na produtividade de soja no Brasil só tem sido possível devido ao uso das tecnologias de melhoramento genético e bons tratos culturais na lavoura...

Entre as principais tecnologias da engenharia genética está a criação da soja Bt (Bacillus thuringiensis), uma cultivar desenvolvida em laboratório graças ao avanço da biotecnologia, que desenvolveu uma alteração no código genético da soja introduzindo os genes da bactéria Bt, qual é capaz de produzir proteínas tóxicas em algumas pragas que atacam a cultura da soja.

A introdução dessas sementes de soja geneticamente modificadas no Brasil ocorreram no ano de 1998, trazendo grandes mudanças na lavoura através de uma variedade tolerante a herbicidas. Em 2013, foi implantada a tecnologia de resistência a insetos (Bt), acarretando mais mudanças durante o manejo das lavouras. Com essas duas tecnologias a produtividade da soja cresceu em 43%, durante o período de 1998 a 2017. Deste modo, a produção passou de 2,3 toneladas por hectare para 3,3 toneladas.

Além do aumento da produtividade, outros benefícios são obtidos com o cultivo da soja Bt, trazendo vantagens ao agricultor e ao meio ambiente como: Eficiência no controle de pragas, mais segurança na lavoura, redução de custos e otimização do tempo, já que a necessidade de aplicação de defensivos agrícolas é reduzida por conta da tecnologia de melhoramento genético empregada à semente. 

A soja Bt é tão eficiente que é capaz de controlar algumas pragas que atacam as lavouras, através da proteína inseticida presente na cultivar, o que a diferencia da soja comum.  As principais pragas controladas por essa variedade transgênica da soja são: as lagartas desfolhadoras como a lagarta-da-soja (Anticarsia gemmatalis) e a falsa-medideira (Chrysodeixis includens), as lagartas das vagens conhecidas como lagarta-das-maçãs (Heliothis virescens) e as lagartas do gênero Helicoverpa. A Bacillus thuringiensis ajuda também no controle da Lagarta-elasmo (Elasmopalpus lignosellus) e Broca-das-axilas ou dos-ponteiros (Epinotia aporema).

Para que o controle das pragas seja eficaz é necessário também monitorar a lavoura de soja Bt por meio de técnicas como o MIP (Manejo Integrado de Pragas) e MRI (Manejo da Resistência de Insetos), acompanhando sempre a situação de danos e prejuízos causados pelas pragas, evitando que atinjam o nível de dano econômico.

Além do uso da soja Bt melhorada geneticamente, o manejo correto na lavoura de soja é essencial para aumentar a produtividade, dessa forma, recomenda-se realizar a dessecação pré-plantio, tratamento de sementes e também a adoção do refúgio que corresponde a uma porcentagem de plantação de soja convencional entre a soja bt. O ideal é que seja realizada em 20% da área total plantada. Esse método faz com que pragas não resistentes a bactéria sobrevivam, através do cruzamento com pragas resistentes, gerando descendentes sensíveis à tecnologia.

Com o aprimoramento das técnicas de melhoramento genético, agregados aos bons tratos culturais a possibilidade de aumento da produtividade é grande e o Brasil só tem a ganhar, principalmente quando o mercado acaba por desvalorizar o produto. Desta forma, as alternativas que visam reduzir os custos de produção e aumentar a rentabilidade da lavoura, são sempre bem-vindas.

Obtenha informações estratégicas para a melhor decisão de compra e venda de produtos agrícolas em AF News Agrícola.





Sobre AF News

A AF News com sede em Curitiba PR, foi idealizada para poder atender as necessidades de empresas e pessoas com informações de mercado e análises. Com responsabilidade, ética e imparcialidade nosso objetivo é promover o questionamento e a divulgação de informações útei...
Continue Lendo