Melhoramento Genético: Conheça a BRS Novo Horizonte, a mandioca desenvolvida com mais teor de amido para a indústria

  • 09/07/2019
  • 2
  • Categoria(s): Notícias Agrí­colas |

Fécula de Mandioca

Uma cultivar de mandioca desenvolvida pela Embrapa Mandioca e Fruticultura em parceria com a Bahiamido S.A. e outras entidades, vem ganhando notoriedade entre os produtores da raiz. A BRS Novo Horizonte como é denominada, tem entre os seus principais atributos a alta produtividade de raízes, grande teor de matéria seca e de amido (fécula de mandioca), associadas à alta qualidade do amido...

Nos estudos de pesquisa que foram conduzidos entre 2011 a 2016, tem-se a recomendação através dos resultados obtidos de que a variedade é recomendada para as microrregiões de Valença, Jequié e Santo Antônio de Jesus (BA).

O melhoramento genético da nova variedade de mandioca foi resultado da parceria entre a Embrapa Mandioca e Fruticultura com a Bahiamido S.A., a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e agências públicas de fomento, como o Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientíco e Tecnológico (CNPq), a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb).

Principais Vantagens

De acordo com a Embrapa as principais vantagens da BRS Novo Horizonte estão “nos aspectos produtivos superiores quando comparada com variedades usadas localmente como a Cascuda, Cigana Preta, Corrente, Fécula Branca e IAC-90 e também em relação a alguns materiais lançados pela Embrapa: BRS Caipira, BRS Dourada, BRS Formosa e BRS Verdinha”.

Outras vantagens que diferenciam a nova cultivar são o porte ereto com ramificações acima de 1,50 m de altura, conferindo aptidão para o cultivo mecanizado e maior adensamento de plantas; possui ampla cobertura de solo, proporcionando a redução da ocorrência de plantas daninhas; alta taxa de multiplicação do material propagativo, permitindo a rápida difusão da variedade.

Por possuir raízes em distribuição horizontal, esta variedade de mandioca gera facilidade de colheita, já que sua característica morfológica favorece seu arranque e despencamento. Outra grande vantagem são as raízes de cor clara e com poucos estreitamentos (constrições), o que otimiza o processo de extração do amido de mandioca.

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária ainda diz que “O comportamento da BRS Novo Horizonte em relação às doenças da parte aérea (antracnose, mancha parda, mancha branca e queima das folhas) e raízes (podridão radicular) é ligeiramente superior às variedades locais, inclusive com maior retenção de folhas no nal do ciclo da cultura”.

Nos casos relacionados à bacteriose, não foram realizadas avaliações da resistência desta variedade em campo durante a pesquisa. O que se considerou é que esta doença ocorre apenas de forma esporádica nas regiões de recomendação da BRS Novo Horizonte.

Veja também:

Agricultura de Precisão: Mapeamento de área auxilia na tomada de decisão sobre a lavoura e otimiza os resultados

Fertilizantes: saiba como aumentar a produtividade da sua lavoura com o Conceito 4C

Saiba tudo sobre as principais commodities brasileiras aqui

Características agronômicas

Os dados obtidos de colheitas realizadas entre 11 e 12 meses após o plantio, durante os anos 2011 a 2016, nos municípios de Cruz das Almas, Laje e Santo Amaro, no Estado da Bahia, foram a base que resultaram na caracterização agronômica da nova cultivar.

Os resultados dos ensaios experimentais da mandioca BRS Novo Horizonte implementados na região de recomendação indicaram potencial de produção de até 44,27 toneladas de raízes frescas por hectare. O teor de matéria seca nas raízes (mensurado com uso da balança hidrostática) obteve um percentual de até 39,44% e produtividade de amido de até 15,41 t/ha.

Na tabela de resultados divulgada no folder da nova variedade melhorada pela Embrapa, a média de produtividade de raízes da BRS Novo Horizonte ficou em 27,5 t/ha. Comparando com a segunda colocada a BRS Dourada que tem uma produtividade média estimada em 19,3 o aumento de rendimento por hectare é de 42%.

Recomendações técnicas

O sistema de produção utilizado no ensaio da BRS Novo Horizonte, foi com base no manejo da cultura da mandioca utilizado nas microrregiões baianas de Jequié e Santo Antônio de Jesus, que incluiu preparo convencional do solo (aração, gradagem e abertura dos sulcos) e plantio de manivas com 16,0 a 18,0 cm de comprimento, no espaçamento de 0,90 m entre linhas e 0,80 m entre plantas. O controle das plantas invasoras foi realizado com uso de herbicidas pré-emergentes e duas capinas manuais aos 60 e 90 dias após o plantio. A adubação e os demais tratos culturais seguiram as instruções técnicas para a cultura da mandioca na região de abrangência da recomendação da variedade. As colheitas foram realizadas no período de 11 a 12 meses após plantio.

Obtenha informações estratégicas para a melhor decisão de compra e venda de produtos agrícolas em AF News Agrícola.

 

Conteúdo publicado com base no folder BRS Novo Horizonte - Nova variedade de mandioca para uso industrial da Embrapa Mandioca e Fruticultura.





Sobre AF News

A AF News com sede em Curitiba PR, foi idealizada para poder atender as necessidades de empresas e pessoas com informações de mercado e análises. Com responsabilidade, ética e imparcialidade nosso objetivo é promover o questionamento e a divulgação de informações útei...
Continue Lendo